Seja bem vindo !
CULTS E RARIDADES MUSICAIS
UM SITE DIRECIONADO A QUEM PROCURA DICAS E INFORMAÇÕES SOBRE MÚSICAS E LANÇAMENTOS EM CD DE GRUPOS E/OU INTÉRPRETES CONSIDERADOS "CULTS" OU ELITISTAS E DE ALTÍSSIMA QUALIDADE, EM TODAS AS ÁREAS DA MÚSICA POPULAR: ROCK ALTERNATIVO(INDIE), INDIE LO-FI, JAZZ, BOSSA NOVA, MÚSICA ELETRÔNICA, R&B, WORLD MUSIC, ETC...
Tradutor do Google
CURTA nossa página no Facebook

TOP 10

     " Clique abaixo na música
      escolhida para escutá-la "

DISCOS DO MÊS

SHOWS

ALTA FIDELIDADE

TELEGRÁFICAS URGENTES

HALL OF FAME

ARTES E CINEMA

BIOGRAFIAS

FILOSOFIA, POLÍTICA, SAÚDE & OUTRAS CIÊNCIAS

POESIAS PESSOAIS

OUTRAS RESENHAS

NEW AGE

COISAS DA RITA
04/02/2017

Artigo de Thich Nhat Hanh

A COMPAIXÃO É INTELIGENTE


A COMPAIXÃO É INTELIGENTE

 

 

 

Nessa Babel de opiniões que se escuta hoje em dia sobre duas questões fundamentais para o hemisfério ocidental, como a questão islâmica e os desafios que ela propõe, face às diferenças abissais entre duas civilizações e o incessante fluxo migratório de pessoas em direção aos países mais estáveis e com maior progresso econômico, por exemplo, percebe-se a existência de um novelo profundamente emaranhado de conceitos misturando a compreensão do que seja humanitarismo e do que é a verdadeira compaixão.

 

É fundamental e de imensa valia, portanto, escutar-se as palavras de um homem sábio sobre o tema. Afinal, esse é o campo a que ele se dedicou a vida inteira e, não por acaso, o monge budista vietnamita, Thich Nhat Hanh, um dedicado ativista da Paz, é reconhecido mundialmente como uma referência de Sabedoria. São dele essas reflexões:

 

 

A  COMPAIXÃO  É  INTELIGENTE

(Extraído do livro “Aprendendo a lidar com a raiva”)

 

“A compreensão e a compaixão são duas fontes de energia extremamente poderosas. Elas são o oposto da estupidez e da passividade. Se você acha que a compaixão é passiva, fraca ou covarde, você não sabe o que é a verdadeira compaixão. Se você pensa que as pessoas que agem com compaixão são submissas e aceitam a injustiça, você está cometendo um engano. Elas são heróicas e combativas. É preciso ter muita força para agir com compaixão, com não-violência. Você deixa de agir em função da raiva, você não castiga nem faz acusações, mas luta pela justiça e em favor do amor. Mahatma Gandhi foi uma pessoa assim. Ele não possuía bombas, armas e não pertencia a nenhum partido político. Ele agia simplesmente em função da força da compaixão, do entendimento de que somos todos uma só realidade.

 

Os seres humanos não são nossos inimigos. Nosso inimigo é a violência, a ignorância e a injustiça existentes em nós e nos outros. Quando nossas armas são a compaixão e a compreensão, não lutamos contra outras pessoas, e sim contra a tendência de invadir, dominar e explorar. Não queremos matar os outros, mas não deixaremos que eles nos dominem e explorem. Você precisa se proteger. Você não é idiota. Você é muito inteligente e perspicaz. Agir com compaixão significa usar a inteligência para impedir que as outras pessoas cometam violência contra si mesmas ou contra você. A ação não-violenta que emana do amor é uma ação inteligente.

 

Sentir compaixão não significa sofrer desnecessariamente ou deixar de ter bom senso. Suponha que você está liderando um grupo de pessoas que fazem a meditação andando e se movem lentamente. A meditação andando gera muita energia, calma e paz. Mas, de repente, começa a chover. Você continuaria a andar devagar, deixando que todos, inclusive você, ficassem encharcados? Essa atitude não seria inteligente. Se você é um bom líder de meditação andando, você iniciará de imediato uma meditação de “jogging”. Assim, todos mantêm a alegria da meditação e permanecem alerta enquanto correm, evitando ficar encharcados.

 

Gentileza e bondade não são sinônimos de passividade. Sentir compaixão não significa deixar que os outros se aproveitem de você, permitindo que causem sua destruição. Se precisar trancar uma pessoa porque ela é perigosa, você terá que fazer isso, mas terá que fazê-lo com compaixão. Seu objetivo é impedir que ela prossiga num curso de destruição e fazer com que ela deixe de sentir raiva.

 

Você não precisa ser um monge ou uma monja para agira com compaixão. Pode ser um policial, um juiz, um membro do Poder Judiciário ou mesmo um guarda de prisão. Mas, independentemente de sua ocupação, você deve ser alguém com grande compaixão. Embora tenha que ser firme, você deve manter a compaixão sempre viva dentro de você“

 

 

 

Resultado de imagem para a verdadeira compaixão

 

 

 

 






50 post(s) encontrado(s)

[1] [2] [3] [Próxima]





Fale com a Rita:




REDE SOCIAL


CURTA nossa página no Facebook    

NAVEGAÇÃO

CONTATO

 

PAULO MONTEIRO

(11) 98664-8381

(48) 9629-4000

cultseraridades@gmail.com