Seja bem vindo !
CULTS E RARIDADES MUSICAIS
UM SITE DIRECIONADO A QUEM PROCURA DICAS E INFORMAÇÕES SOBRE MÚSICAS E LANÇAMENTOS EM CD DE GRUPOS E/OU INTÉRPRETES CONSIDERADOS "CULTS" OU ELITISTAS E DE ALTÍSSIMA QUALIDADE, EM TODAS AS ÁREAS DA MÚSICA POPULAR: ROCK ALTERNATIVO(INDIE), INDIE LO-FI, JAZZ, BOSSA NOVA, MÚSICA ELETRÔNICA, R&B, WORLD MUSIC, ETC...
Tradutor do Google
CURTA nossa página no Facebook

TOP 10

     " Clique abaixo na música
      escolhida para escutá-la "

DISCOS DO MÊS

SHOWS

ALTA FIDELIDADE

TELEGRÁFICAS URGENTES

HALL OF FAME

ARTES E CINEMA

BIOGRAFIAS

FILOSOFIA, POLÍTICA, SAÚDE & OUTRAS CIÊNCIAS

POESIAS PESSOAIS

OUTRAS RESENHAS

NEW AGE

FILOSOFIA, POLÍTICA, SAÚDE & OUTRAS CIÊNCIAS
11/09/2015

Artigo da Psicanalista Ana Matos

A MEDIDA DA RESIGNAÇÃO E DA TRANSGRESSÃO


A MEDIDA DA RESIGNAÇÃO E DA TRANSGRESSÃO

 

 

“Resignação é uma qualidade ou um defeito?” – perguntou-me, certo dia, uma amiga. Não soube responder no momento e resolvi mergulhar nessa questão. Durante a minha pesquisa entre o Google e os livros, releio um trecho de “A Alma Imoral” de Nilton Bonder: “O verdadeiro grande crime do ser humano é que ele pode dar-se uma simples volta a qualquer momento e não o faz”.

 

A resignação pode ser, sim, uma excelente qualidade e exemplo de evolução face a situações dolorosas e inalteráveis, ou frente a um infortúnio inevitável. Muitas vezes, é necessário, sim, acomodar a própria vontade e resignar-se.

 

Ser resignado frente a uma situação ou transgressão é uma escolha de cada um. Porém, ser resignado frente a todas as situações da vida, écolocar sua vidana mão do Destino, é ser figurante da sua própria história. Já transgredir é um processo, e o momento em que nos voltamos para outra direção marca um novo segmento de nossas histórias individuais e coletivas.

 

Transgredir é necessário. O momento de agora pode ser uma oportunidade para mudar o curso da sua vida, para fazer diferente e não mais atrair os mesmos resultados. É assumir a direção do seu caminhar. É dar espaço para todo o seu potencial.

 

Resignação e transgressão podem ser tidas como um conflito entre o ir e o vir, voltar e ficar, proibido e permitido.

 

Mas, somos potencialidades, possibilidades, e podemos usar as ferramentas que temos, mediante nosso momento, vontade e contexto. Qualquer característica, quando usada com medida, sem excesso, pode ser uma qualidade.

 

Transgredir  foi e é fundamental para a evolução individual e do coletivo. Podemos, sim, transgredir e evoluir de uma forma ética, ou seja,sem fazer mal a outrem. Muitos são os exemplos de grandes nomes que foram transgressores na sua época e que marcaram a história, como Sócrates, Buda, Gandhi, Martin Luther King , entre outros. Segundo Nilton Bonder, nossa insensibilidade se beneficia daquilo que não rompe, das ditas “boas ações”, que não ferem os códigos da moral animal. Cada vez que fazemos o esperado, reforçamos um padrão automático de torpor. Existe uma tendência em nós, de querer agradar aos outros e à moral de nossa cultura, e com isso vamos, gradativamente, nos perdendo de nós mesmos.

 

A alma se faz perceptível no despertar e no horror. Se lhe faz bem, se não prejudica o outro, transgrida suas próprias regras, leis e normas. Permita-se espantar-se.

 

(Ana Matos   em  “O Caminho para o Inevitável Encontro consigo mesmo” )

 

 

***  Ana  Matos  é   Terapeuta Psicanalista Integrativa, Coach e filósofa.

 

Contato: 

 

ana.matos@personalsoulcare.com.br  

 

 

http://personalsoulcare.blogspot.com.br/  







56 post(s) encontrado(s)

[1] [2] [3] [Próxima]


REDE SOCIAL


CURTA nossa página no Facebook    

NAVEGAÇÃO

CONTATO

 

PAULO MONTEIRO

(11) 98664-8381

(48) 9629-4000

cultseraridades@gmail.com