Seja bem vindo !
CULTS E RARIDADES MUSICAIS
UM SITE DIRECIONADO A QUEM PROCURA DICAS E INFORMAÇÕES SOBRE MÚSICAS E LANÇAMENTOS EM CD DE GRUPOS E/OU INTÉRPRETES CONSIDERADOS "CULTS" OU ELITISTAS E DE ALTÍSSIMA QUALIDADE, EM TODAS AS ÁREAS DA MÚSICA POPULAR: ROCK ALTERNATIVO(INDIE), INDIE LO-FI, JAZZ, BOSSA NOVA, MÚSICA ELETRÔNICA, R&B, WORLD MUSIC, ETC...
Tradutor do Google
CURTA nossa página no Facebook

TOP 10

     " Clique abaixo na música
      escolhida para escutá-la "

DISCOS DO MÊS

SHOWS

ALTA FIDELIDADE

TELEGRÁFICAS URGENTES

HALL OF FAME

ARTES E CINEMA

BIOGRAFIAS

FILOSOFIA, POLÍTICA, SAÚDE & OUTRAS CIÊNCIAS

POESIAS PESSOAIS

OUTRAS RESENHAS

NEW AGE

UM MUNDO À PARTE
20/06/2017

Exposição no CCBB de S. Paulo

CÍCERO DIAS: Um Percurso Poético 1907-2003


CÍCERO DIAS: Um Percurso Poético 1907-2003

 

 

 

 

 

 

 

O Ministério da Cultura e o Banco do Brasil apresentam esta fantástica exposição, “Cícero Dias: um percurso poético, 1907-2003” nos Centros Culturais do Banco do Brasil, em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

 

A obra deste importante artista pernambucano, que viveu em Paris de 1937 até ao fim da sua vida em 2003, é celebrada por meio de uma grande retrospectiva, na qual estão presentes trabalhos provenientes de vários museus brasileiros e também obras de coleções particulares de países como a França e de cidades como Melbourne, na Austrália e de Hong Kong.

 

Resultado de imagem para cícero diasEmbora tenha vivido grande parte da sua vida na França e integrado, como nenhum outro artista brasileiro, a vanguarda artística européia, o Brasil sempre esteve presente em seu trabalho, sendo o cerne de sua produção.

 

 

 

Em 1938, quando Cícero Dias realizou sua primeira exposição em Paris, o crítico de arte francês, André Salmon, chamou-o de “selvagem esplendidamente civilizado”. A definição serve a todo o percurso do artista, desde sua surpreendente aparição no cenário artístico nacional, em 1928, até seu falecimento, em 2003. Em sua longa e produtiva carreira, Cícero Dias mante, como poucos, a fidelidade a si próprio. Sempre foi inteiramente livre, ousando fazer o que lhe dava vontade, sem medo das críticas.

 

Resultado de imagem para cícero diasO artista nasceu em 1907, no Engenho Jundiá, Pernambuco. Entre 1930 e 1939 a produção artística de Dias é mais narrativa e lírica, voltada para suas lembranças de infância no Engenho Jundiá. Em 1928 fez uma exposição no Rio de Janeiro que causou comoção entre seus pares e revolta no público leigo. Perseguido pela ditadura de Vargas e instigado por Di Cavalcanti, mudou-se para Paris, em 1937, onde se tornou amigo de Pablo Picasso e do poeta Paul Éluard. Em 1939, com a eclosão da II Guerra, o artista foi preso em Baden-Baden, para uma troca de prisioneiros, e acabou sendo o responsável por levar a poesia “Liberté” de Éluard para fora da França, ocupada então pelos nazistas. Impressa pelos Aliados, a poesia foi lançada de avião sobre Paris, para dar ânimo à Resistência. Por essa ação, Cícero foi condecorado no fim da geurra. Nesse período turbulento, o artista conheceu Raymonde, sua futura esposa. Viveram um romance atribulado pela guerra, com várias separações forçadas.

 

Resultado de imagem para cícero diasTendo vivido alguns anos em Lisboa, a obra de Monsieur Dias – como ele era conhecido na França – sofre uma mudança radical. Conhecido como um momento de transição na obra do artista, seu trabalho começa a buscar a novidade das buscas cromáticas, dos traços ousados e dos temas irreverentes, irônicos e provocativos. Cícero começa despedir-se da figuração, incorporando novos elementos plásticos e borrando fronteiras entre figuração e abstração.

 

No final da guerra, conclamado por Picasso, Cícero Dias retorna a Paris e liga-se à Escola de Paris, ao grupo de artistas abstratos conhecido como Grupo Espace, que expunha na Galerie Denise René. Cícero Dias é o primeiro artista brasileiro a trabalhar com a abstração pura, mas num estilo tropical, vibrante, quente e luminoso, mais perto de Kandinsky.

 

Resultado de imagem para cícero diasNo final da década de 1950 e início de 1960, Cícero Dias volta à figuração. Retorna às origens, trazendo de volta o imaginário lírico, permeado de memórias e referências de sua terra natal. Mas o faz em outro diapasão, incorporando as suas descobertas ao longo da vida, mantendo os traços largos e a audácia “colorística” dos anos fauves. Esse estilo, que manterá até ao final da vida, tem sabor mais doce, como fruta madura.

 

A Exposição que permanece em S. Paulo até ao dia 03 de Julho, tem como proposta apresentar ao público brasileiro o conjunto da obra do artista e está organizada em três núcleos principais: Brasil, Europa e Paris, cada um deles dividido em segmentos, cuja leitura não estanque, mas simultânea e entrecruzada. Atrevido e lírico, ambíguo e rigoroso, Cícero Dias sempre soube conciliar contradições e, em seu denso percurso de Recife a Paris, sempre teve na poesia o seu norte.

 

 

 

 

Resultado de imagem para cícero dias

 

 

 

 

 

 







307 disco(s) encontrado(s)

[1] [2] [3] [4] [5] [6] ... [16] [Próxima]


REDE SOCIAL


CURTA nossa página no Facebook    

NAVEGAÇÃO

CONTATO

 

PAULO MONTEIRO

(11) 98664-8381

(48) 9629-4000

cultseraridades@gmail.com