Seja bem vindo !
CULTS E RARIDADES MUSICAIS
UM SITE DIRECIONADO A QUEM PROCURA DICAS E INFORMAÇÕES SOBRE MÚSICAS E LANÇAMENTOS EM CD DE GRUPOS E/OU INTÉRPRETES CONSIDERADOS "CULTS" OU ELITISTAS E DE ALTÍSSIMA QUALIDADE, EM TODAS AS ÁREAS DA MÚSICA POPULAR: ROCK ALTERNATIVO(INDIE), INDIE LO-FI, JAZZ, BOSSA NOVA, MÚSICA ELETRÔNICA, R&B, WORLD MUSIC, ETC...
Tradutor do Google
CURTA nossa pĂĄgina no Facebook

TOP 10

     " Clique abaixo na mĂșsica
      escolhida para escutĂĄ-la "

DISCOS DO MÊS

SHOWS

ALTA FIDELIDADE

TELEGRÁFICAS URGENTES

HALL OF FAME

ARTES E CINEMA

BIOGRAFIAS

FILOSOFIA, POLÍTICA, SAÚDE & OUTRAS CIÊNCIAS

POESIAS PESSOAIS

OUTRAS RESENHAS

NEW AGE

POESIAS PESSOAIS
14/03/2017

Poesia de William Buttler Yeats

VELEJANDO PARA BIZÂNCIO


VELEJANDO PARA BIZÂNCIO

 

 

 

 

 

 

 

Aquela não é terra para velhos. Gente

jovem, de braços dados, pássaros nas ramas

— gerações de mortais — cantando alegremente,

salmão no salto, atum no mar, brilho de escamas,

peixe, ave ou carne glorificam ao sol quente

tudo o que nasce e morre, sêmen ou semente.

Ao som da música sensual, o mundo esquece

as obras do intelecto que nunca envelhece.

 

 

 

 

Um homem velho é apenas uma ninharia,

trapos numa bengala à espera do final,

a menos que a alma aplauda, cante e ainda ria

sobre os farrapos do seu hábito mortal;

nem há escola de canto, ali, que não estude

monumentos de sua própria magnitude.

Por isso eu vim, vencendo as ondas e a distância,

em busca da cidade santa de Bizâncio.

 

 

 

Ó sábios, junto a Deus, sob o fogo sagrado,

como se num mosaico de ouro a resplender,

vinde do fogo santo, em giro espiralado,

e vos tornai mestres-cantores do meu ser .

Rompei meu coração, que a febre faz doente

e, acorrentado a um mísero animal morrente,

já não sabe o que é; arrancai-me da idade

para o lavor sem fim da longa eternidade.

 

 

 

Livre da natureza não hei de assumir

conformação de coisa alguma natural,

mas a que o ourives grego soube urdir

de ouro forjado e esmalte de ouro em tramas,

para acordar do ócio o sono imperial;

ou cantarei aos nobres de Bizâncio e às damas,

pousado em ramo de ouro, como um pássaro,

o que passou e passará e sempre passa.

 

 

 

 

Resultado de imagem para william butler yeats

WILLIAM  BUTLER  YEATS

 

 







42 post(s) encontrado(s)

[1] [2] [3] [PrĂłxima]


REDE SOCIAL


CURTA nossa pĂĄgina no Facebook    

NAVEGAÇÃO

CONTATO

 

PAULO MONTEIRO

(11) 98664-8381

(48) 9629-4000

cultseraridades@gmail.com