Seja bem vindo !
CULTS E RARIDADES MUSICAIS
UM SITE DIRECIONADO A QUEM PROCURA DICAS E INFORMAÇÕES SOBRE MÚSICAS E LANÇAMENTOS EM CD DE GRUPOS E/OU INTÉRPRETES CONSIDERADOS "CULTS" OU ELITISTAS E DE ALTÍSSIMA QUALIDADE, EM TODAS AS ÁREAS DA MÚSICA POPULAR: ROCK ALTERNATIVO(INDIE), INDIE LO-FI, JAZZ, BOSSA NOVA, MÚSICA ELETRÔNICA, R&B, WORLD MUSIC, ETC...
Tradutor do Google
CURTA nossa pĂĄgina no Facebook

TOP 10

     " Clique abaixo na mĂșsica
      escolhida para escutĂĄ-la "

DISCOS DO MÊS

SHOWS

ALTA FIDELIDADE

TELEGRÁFICAS URGENTES

HALL OF FAME

ARTES E CINEMA

BIOGRAFIAS

FILOSOFIA, POLÍTICA, SAÚDE & OUTRAS CIÊNCIAS

POESIAS PESSOAIS

OUTRAS RESENHAS

NEW AGE

SHOWS
05/06/2014

Apresentação do Yo La Tengo em S. Paulo 03/06/2014

YO LA TENGO no Cine Joia


YO LA TENGO no Cine Joia

 

 

 

 

Se existe banda de rock alternativo (indie) do primeiríssimo escalão que tem mantido uma dignidade invejável ao longo de seus 30 anos de carreira, é exatamente esse trio de Hoboken (New Jersey), composta pelo casal Ira Kaplan (vocais, guitarras e piano) e Georgia Hubley (piano, vocais, bateria) e pelo baixista – e vocalista de ocasião – James NcNew.


Sem abrir mão de seu estilo que alterna o “ shoegaze” , a músicas que em certos  momentos quase poderiam ser enquadradas no gênero pop e até no “folk”, ao experimentalismo puro, o Yo la Tengo permanece “indie” até à medula, longe dos holofotes mais rentáveis do “ mainstream” musical e sem fazer qualquer tipo de concessões ao comercial e não se permitindo tocar senão aquilo que realmente gostam.


E essa característica foi talvez a mais marcante no retorno desse excelente grupo ao Brasil; após uma malsucedida e equivocada passagem pelo SWU festival de Itu, há alguns anos atrás, eles retornaram com apresentações no Circo Voador do Rio de Janeiro e nesta terça-feira ao palco adequado e consagrador de um apinhado Cine Joia, no bairro da Liberdade em Sampa.

 

Com um “show” que privilegiou o repertório de “Fade”, o excelente disco por eles lançado em 2013, a alguns sucessos mais marcantes de alguns dos 12 outros trabalhos, eles decididamente acertaram a mão ao longo de uma apresentação com mais de 02 horas de duração, iniciada pela deliciosa “Stupid Things” e logo depois emendada por “Autumn Sweater” – uma de minhas indiscutíveis favoritas – e pela pitoresca “Mr. Tough” ; uma das características mais diferenciadas do grupo é a alternância permanente de seus integrantes nos instrumentos musicais utilizados e também nos vocais e a inexistência de um “frontman”  definido; embora Kaplan seja o principal compositor, ele cede em vários momentos os vocais – quase sempre um sussurro soporífero em contraponto ao “noise” distorcido e aos malabarismos técnicos da guitarra -  e até a frente do palco à companheira, que conduziu o “ miolo” central mais “relax”  do show, e até, em alguns momentos, a McNew. Ainda com com Georgia nos vocais, Ira retomou o centro das atenções para executar uma versão longuíssima e pra lá de viajante de “Before we run’, sem dúvida um dos pontos de maior destaque dessa  apresentação deles.

 

Para o set final foram reservados os momentos mais energéticos, com “Ohm” que termina com Ira Kaplan literalmente sendo carregado pela turma do gargarejo e com a experimental “The story of Yo La Tengo”. Para o bis o grupo reservou os aguardados e sempre imprevisíveis e mutáveis “covers”, outra das características do grupo; desta vez eles executaram “Gimme all your lovin’”  do ZZ Top  e  finalizaram  com uma versão lentíssima de “ I found a reason”  do Velvet Underground. Uma apresentação para quem realmente curte rock na veia da melhor procedência.

 

Veja abaixo  o  Yo La Tengo ao vivo no  Cine joia  em "Before we run" :

 

 







10 telegráfica(s) encontrada(s)

[1]


REDE SOCIAL


CURTA nossa pĂĄgina no Facebook    

NAVEGAÇÃO

CONTATO

 

PAULO MONTEIRO

(11) 98664-8381

(48) 9629-4000

cultseraridades@gmail.com