Seja bem vindo !
CULTS E RARIDADES MUSICAIS
UM SITE DIRECIONADO A QUEM PROCURA DICAS E INFORMAÇÕES SOBRE MÚSICAS E LANÇAMENTOS EM CD DE GRUPOS E/OU INTÉRPRETES CONSIDERADOS "CULTS" OU ELITISTAS E DE ALTÍSSIMA QUALIDADE, EM TODAS AS ÁREAS DA MÚSICA POPULAR: ROCK ALTERNATIVO(INDIE), INDIE LO-FI, JAZZ, BOSSA NOVA, MÚSICA ELETRÔNICA, R&B, WORLD MUSIC, ETC...
Tradutor do Google
CURTA nossa página no Facebook

TOP 10

     " Clique abaixo na música
      escolhida para escutá-la "

DISCOS DO MÊS

SHOWS

ALTA FIDELIDADE

TELEGRÁFICAS URGENTES

HALL OF FAME

ARTES E CINEMA

BIOGRAFIAS

FILOSOFIA, POLÍTICA, SAÚDE & OUTRAS CIÊNCIAS

POESIAS PESSOAIS

OUTRAS RESENHAS

NEW AGE

TELEGRÁFICAS URGENTES
16/05/2017

Retalhos a Granel, Parte IV de Paulo Monteiro

AS DESVENTURAS DA ALMA MAIS HONESTA DO BRASIL


AS DESVENTURAS DA ALMA MAIS HONESTA DO BRASIL

 

 

 

 

Prezado Ex-Presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, agora que findou seu primeiro depoimento ao Juiz, Dr. Sergio Moro, o Brasil consciente precisa mandar-lhe uma mensagem de incentivo e de apoio, enquanto não for comprovada judicialmente a sua culpa – ou não. O incentivo efetivamente devido à “alma mais honesta” do país, título que você mesmo se outorgou, é bem verdade, mas que, até que se comprove judicialmente a sua culpa perante as fartas evidências das quais é acusado, garantem-lhe o benefício da dúvida.

 

 

Malgrado a alucinante quantidade de testemunhos e acusações que teimam em incriminá-lo, nada justifica um linchamento público precipitado, quando existem tribunais que se presume estejam aí para julgar com técnica e profissionalismo os crimes de qualquer natureza e chegar a um veredicto justo e conclusivo.

 

E até mesmo com a movimentação no mínimo suspeita e nada ortodoxa praticada recentemente por alguns Magistrados, nem mesmo isso nos autoriza a colocar todo o nosso Judiciário no limbo da suspeição. Estão aí o histórico e o caráter impoluto do Dr. Moro que não nos deixam mentir.  Muito menos são desejáveis tais julgamentos, justamente num país aonde abundam evidências de desonestidade e falta de Ética, particularmente na Política, aonde o exemplo de probidade de alguém com o destaque que o senhor atingiu seria extremamente bem-vindo, se judicialmente comprovado. É em nome dessa imensa carência que a Nação espera enfim poder respirar aliviada, para resgatar a Lei e a Ordem, um tanto desgastadas ao longo dessa crise, livrar um pouco a cara desse vexame monumental a que, ultimamente, temos acostumado platéias estrangeiras, e para ratificar esse título tão louvável, do qual se gaba, ao término dessa enxurrada de Processos que as elites fascistas moveram contra você, provavelmente rancorosas por verem um laborioso operário nordestino pouco letrado a se dar bem no Sul Maravilha, ascendendo aos píncaros do Poder pátrio. Digo isso apenas para acompanhar o fio da meada de suas concepções desfocadas, e para lhe tranqüilizar pelo fato das acusações que contra si pesam estarem sendo julgadas em Foro do Sul do país, por que na verdade o senhor nada tem o que recear, como lhe foi dito “in loco” pela boca do Dr. Moro, uma vez que o senhor repete enfaticamente nada ter a temer. De fato, o Dr. Sergio Moro tem dado provas mais do que consistentes de se tratar de Magistrado no mínimo à altura do título que o senhor pleiteia para si, e de que fará o que for humanamente possível para restabelecer a verdade dos fatos.

 

Causa surpresa e consternação a qualquer mente sensata, portanto, que alguns partidários seus não hesitem em se manifestar raivosamente contra a figura do Dr. Moro! Como entender a lógica dessas pessoas, se afinal alguém que se intitula “a alma mais honesta do Brasil” pode contar com um interlocutor à altura, que tudo fará para fazer valer a verdade e a justiça? Olha lá que baita sorte a sua. Está vendo como o senhor continua sendo privilegiado, até nas aparentes adversidades. E ainda reclama de perseguição? Perseguição contra a alma mais honesta do Brasil, ora vejam bem se pode.

 

Por isso, preciso confessar-lhe, inicialmente, Sr. Ex-Presidente, que o Brasil em peso tremeu de preocupação e temeu pela sua saúde física ou emocional, quando acompanhou a inacreditável sucessão de Pedidos de Suspeição, Habeas Corpus, Pedidos de Suspensão e de Adiamentos do seu Processo, além do absurdo arrolamento de 87 testemunhas de defesa solicitados pela distinta banca de advogados que o assistem, que com isso mais ficaram se equiparando  a “rábulas” sinistros, acostumados a entravar a Lei com as “chicanas” e expedientes obscuros que a falibilidade e os intermináveis labirintos de nossas leis os premia, do que os experimentados e caríssimos doutores contratados para sua defesa, que de fato brasileiro algum duvida que sejam. Muito estranho isso, ainda mais que o Senhor tinha dito há pouco mais de 01 ano que bastaria lhe chamarem que você iria. Lógico que todos acreditamos que iria, sim, pois quem não deve não teme. Quem ousaria duvidar?  Mas, sabe como é a malícia desse povo, né? E logo do povo brasileiro, que em matéria de malícia e esperteza se orgulha de não perder pra ninguém? Não é que esses espíritos de porco andaram plantando a versão de que o senhor estava tentando “empurrar com a barriga” esse depoimento para se eleger em 2018 e com isso ganhar Foro Privilegiado. Imagina só, se pode! Como se um Ex-Presidente do Brasil, que se diz de Ética e Honradez ilibadas e líder em todas as pesquisas de intenção pra Presidente necessitasse de tais falcatruas?  

 

No entanto, nossas preocupações logo arrefeceram e sumiram de vez, quando percebemos sua chegada, confiante, com uma garbosa gravatinha verde e amarela, substituindo aquela vermelhinha engajada, do Partidão, a que nos acostumou em ocasiões públicas. Ora, ora, ora, o dia já começava com surpresas. E nos dava um excelente augúrio de que não iria terminar sem muitas outras novidades. Quem sabe, o nosso tão elogiado ex-Presidente que despertou a devoção e a esperança de tantas pessoas neste país, iria finalmente começar a mostrar ao Brasil e ao Mundo com provas, argumentos e álibis consistentes, que nenhuma daquelas terríveis acusações que pesam sobre sua cabeça tinha qualquer fundamento? Provas sólidas, demolidoras, decisivas, que não deixassem nenhuma margem à dúvida e afastassem de si, e por tabela do país que você por tanto tempo representou, essa mancha ignóbil de suspeição, que tanto nos tem emporcalhado, com uma “fedelança pantagruélica”.  Uma defesa pelo menos à altura do que conquistou perante as massas um homem da sua envergadura. Afinal não foi a você que o Barack Obama - aquele gente finíssima, ídolo de tanta gente por esse mundo afora - se referiu como sendo "esse é o cara"? Olha só quanta distinção. A que alturas você não foi elevado. Não se esperaria menos de alguém como o senhor, portanto. 

 

Todos registraram, também, a ululante “cumpanheirada” militante – que não era nem de longe a horda aguerrida e numérica que o senhor tanto prometeu, mas, pensando bem, foi até melhor: com aquele monte de “brucutus” e os tanques de guerra do exército marchando determinadamente em pleno centro da capital paranaense, já viu a confusão que não seria? Não ia prestar e vai que comprometesse uma eventual futura pretensão sua de candidatura ao Prêmio Nobel da Paz? Afinal, sonho e ambição não são pra fracos, certo? - liderados pela sempre honrada Ex-Presidenta, Dilma Rousseff e pela fiel escudeira, a Senadora Gleisi Hoffmann, destoando do seu patriotismo, é certo, fantasiada de operária- padrão, com aquele bonezinho de “pelega”, mas ambas indiscutivelmente prontas para lhe darem apoio. Pelo menos por ora, porque como o senhor tem acompanhado, apoio tem sido matéria altamente volátil, em seu histórico recente. Coisas da política, a bem da verdade. Mas, deixemos pra lá os negativismos, por que o momento é mesmo de embevecimento. Olhando tanto charme, candura e fidelidade à causa, da encantadora senadora, não espanta que aqueles caluniadores maldosos das empreiteiras lhe tenham aposto o codinome de “amante”. Puro despeito desses empreiteiros machistas.

 

Que aquela gente não vale nada mesmo foi o que o senhor acabou de descobrir. O que não dá pra entender, é como é que um ser humano tem a “lata” de difamar tanto outro a quem eles mesmos chamavam de “amigo”? Gente, o que esse povo não faz por uma “grana”? Mas, se isso pode servir de respaldo a essa galera de “traíras”, é bom lembrar que não são apenas eles não. É inacreditável a lista das “Salomés” que um dia se passaram por seus parceiros e que já entregaram sua cabeça de João Batista numa bandeja a Herodes, ou que ainda formam fila para entregá-la - e também a da Ex-Presidenta, aquela tal senhora honrada que foi vítima de um golpe dos “reaças” e agora flana pelo mundo, caçando níqueis em auditórios de platéias ”blasées” e “selecionadas”, para imenso gáudio do restante mundo civilizado, que assiste de camarote ao desfile das patetices terceiro-mundistas do Socialismo moreno -, só Deus sabe em troca de quê, é assustadoramente quilométrica e ameaçadora, até para a alma mais honesta do Brasil. Porque as acusações que eles fazem, em uníssono, como se todos tivessem concordado em fazer parte de uma conspiração malévola contra o senhor, são de arrepiar até os cabelos do Fernando Sherer e fazer o demo corar de inveja: formação de quadrilha, chefe do “propinoduto”, titular de diversas contas fantasmas no exterior, compra de parlamentares, obstrução de justiça, destruição de provas e ficamos por aqui, porque nem quero citar outras ainda piores que essa gente teima em incriminá-lo. Seria demais até para o pior dos meliantes. Que dirá para a alma mais honesta do Brasil. É muita perseguição pessoal e política contra um cidadão íntegro “que não roubou um centavo, que respeitou as leis como nenhum outro, e que é um paladino da luta contra a corrupção”, conforme seu inflamado discurso nas alegações finais ao Dr. Moro.  Aliás, o Brasil que passa longe dos seus comícios, aproveita para parabenizá-lo, Sr. Ex-Presidente Lula: por momentos sua atuação lembrou os melhores momentos de qualquer grande líder mundial populista. Empolgante! Lima Duarte e Paulo Gracindo, se vivo estivesse, muito teriam a aprender com a “performance” realmente profissional de um político tarimbado, como o senhor.

  

Quanto ao “triplex” do Guarujá, só  “coxinha” surtado e vingativo teria a cara de pau de lhe acusar de ser dono de um apartamento de luxo num balneário “assim assim, meia boca” como o Guarujá, logo você notório “bom vivant” adepto  de finíssimos prazeres, como um bom charuto cubano Cohiba e mais ainda de um legítimo Johnny Walker Black Label. Por que, cá entre nós, que ninguém espalhe, mas o Brasil inteiro sabe que essa história de socialismo e comunismo é coisa pra iludir cabeça de pobre, e pra ser usada apenas na caça eleitoral e nas lides de “trampo” brabo dos comícios populares. Mas, na real, jamais se aplicaria a você, confesso apreciador dos prazeres burgueses do bom e velho capitalismo. Poupe-me! Ou então pras “Marilenas Chuís” da vida posando de filósofas intelectualizadas e pra artistas, acadêmicos universitários e gente das letras, seus seguidores, sempre esnobes e ultra na moda, que adoram citar Engels, Marx, Gorki, Gramsci e outros boçais inúteis que ninguém sabe pra que prestam, mas que deixam a platéia embasbacada com tanta erudição e proselitismo, enquanto, nos bastidores arrotam luxúria e caviar Beluga .  Além do mais, qualquer bom “cumpanheiro” está carequinha de saber que D. Marisa Letícia detestava praia, como o senhor afirmou, e que aquele monte de fotos românticas suas com ela na praia, que divulgaram publicamente, foram tiradas em locais idílicos e provavelmente planejadas para fazer uma média com a “patroa”, que andava ressabiada com as suspeitas de condomínio compartilhado no casório.  Todos nós, brasileiros entendemos bem isso. Só o Exmo.  Dr. Moro não sabia. Mas agora ele ficou sabendo, depois que o senhor o informou. Porém, como ele não estava ali pra comentar todos esses fatos divulgados pela “Revista Caras”, restou a ele a pertinente interrogação de tentar saber quem teria sido a alma penada que rasurou o termo de adesão daquele estuporado “triplex”, assinado por D. Marisa? Só pode ser coisa do capeta, que fica “plantando” evidências tenebrosas e, de quebra, semeia uma pá venenosa de falsidades nos ouvidos dessa mídia fascista mal intencionada. Gente que não tem mais o que fazer senão lhe perseguir, senhor Ex-Presidente. Esconjura. Bate na madeira três vezes.

 

Por falar em D. Marisa, quase que ela “baixou” no Tribunal de Curitiba, de tanto ter sido citada por lá. Vai que ela atenda ao chamado, senhor Ex-Presidente? Ia ser um deus nos acuda naquele recinto, pois não nos consta que havia algum pai de santo em exercício por lá. Já pensou se o Dr. Moro lhe responsabiliza e lhe manda prender por incitação à desordem e por conclamação ao extrafísico em tribunal, senhor Ex-Presidente?  Seria uma baita decepção pro país e um vexame que ninguém desejaria. Nem mesmo a militância do Partidão acampada nas cercanias, sempre disposta a armar um barraco “daqueles”. Mas, que seja. Pelo menos, foi assim que o Brasil descobriu estupefato que, afinal, D. Marisa nem era aquela alminha tão santa que o senhor nos levou a acreditar que ela tenha sido, quando do espetáculo dramático de seu velório. Pelo contrário, a nação inteirinha ficou com a terrível impressão de que a finada era uma  “bisca” daquelas, depois do seu depoimento. A gente fica só imaginando quanto não deve ter sofrido uma alma tão honesta como o senhor, casado com alguém assim! Ninguém merece. E não é que ela, aparentemente – segundo suas palavras - enganou até o senhor, homem experimentado e “cabra da peste”, como todo o natural dessa maravilhosa e ensolarada região nordestina? Pois é, assim parece pelo menos. Mas, não fique deprimido por isso, não. Bem que o mano Caetano, outro nordestino ilustre, já nos tinha alertado que toda a mulher tem o dom de iludir. Aliás, divagando um pouquinho, uma apropriação geográfica um tanto indébita, essa de situar a Boa Terra no Nordeste, por que quem conhece a Bahia de Caê sabe que a terra do dendê e do acarajé, na verdade é apenas a Bahia e pouco tem a ver com o Nordeste, mas, que não seja por isso que alguém desautorize a licença poética genial do baiano. Por que nordestino ou não, poucos resistem ao canto das sereias. E assim aconteceu com o senhor, logicamente. Conforme nos revelou em seu depoimento, em surdina e de mansinho, D. Marisa foi tomando conta das rédeas do poder doméstico enquanto o marido, o senhor, pelos vistos era sempre o último saber. Nada que possa surpreender tanto um país, que sabe da fama dos homens nordestinos, casados com mulheres submissas na aparência, mas que, na verdade, fazem daquilo tudo um baita jogo de fachada. Qualquer um que viaje até ao coração do Nordeste, em Fortaleza ou no Recife – e acredito que também em sua Caetés natal -, sabe do folclore cantado em verso e na literatura de cordel típica da região por todos os naturais de lá de que todo o homem é “corno”. Com o perdão da expressão chula, mas, acredite o termo não foi cunhado por mim nem esse hilário folclore foi inventado por mim. Estou apenas alardeando esses “causos”, pois são os próprios nordestinos que contam essas histórias picantes. Não que os brasileiros pensem, ou que eu esteja dizendo que o senhor seja isso. Longe de mim, pensar tal coisa a seu respeito, senhor Presidente. Imagine! Mas que cabe evocar o folclore e o paralelo, perante o que nos foi narrado, ah isso cabe sim!

 

Vai ver que é por isso, então, que o Partidão tem andado tão à deriva, depois que D. Marisa se foi, Sr. Ex-Presidente. Bem que o Brasil inteiro desconfiava que aquela nódoa mal cheirosa de Partido, que se tornou um símbolo do atraso e do subdesenvolvimento deste país – D. Marisa que me perdoe, aonde quer que ela possa estar neste momento, se foi ela a responsável por essa calamidade, mas certas verdades não podem deixar de ser ditas - e que dá guarida a tantos “cabeças de bagre” não podia estar sendo dirigida pelo cérebro do brilhante estadista que é o senhor. Neca de pitibiriba! Seria um imenso contra-senso. Vai ver que quem dirigia mesmo o Partidão era também a D. Marisa. Agora a gente entende por que é que D. Marisa teve aneurisma, uma parada cardíaca, o "escambau", tão jovem ainda. Não foi sobressalto nem preocupação, não. É que não deve ser fácil liderar essa massa ignara. Affffffff!

 

E ainda bem que ela não está mais aqui pra constatar que notícia ruim nunca caminha só: a Ilma. Sra. Rosa Weber, Ministra do Tribunal Superior Eleitoral, está mandando o PT se defender em Processo de Cassação de Registro. Trata-se da representação contra o registro do PT, que pode resultar até na extinção da legenda. A representação teve como origem o envolvimento da sigla em irregularidades investigadas na Lava Jato. A relatora, a ministra Rosa Weber, despachou no último dia 5 determinando que o PT seja notificado do conteúdo da representação para oferecer defesa, apresentar documentos e rol de testemunhas, caso considere cabível. Após a resposta do partido, Rosa Weber poderá dar prosseguimento à instrução processual. Já pensou? A falta que faz uma mulher, Senhor Ex-Presidente. Na ausência dela, tudo parece desandar. Mas, não se assunte não. Afinal, como todos agora sabemos, essa história nem mesmo lhe diz respeito.

 

Muitos já desconfiavam, também, que você só se encontrou com esse tal diretorzinho da Petrobras uma vez e assim mesmo às escondidas num hangar de aeroporto. E deve ter sido um encontro bem rapidinho, por que do jeito que a Petrobras já estava indo ladeira abaixo, a gente acredita piamente que o senhor não deve mesmo ter tido muito tempo para se dedicar com afinco a esses assuntos banais. Afinal, o senhor é o salvador da pátria, mas dedicação tem limites. Tem sim. Nem mesmo o “filho do brasil” nasceu pra Cristo. E, isso deve ter ocorrido só pra agradar o Vaccari, que cuidava dessas bobagens miúdas e que, além disso, controlava aqueles chatos “muquiranas” da Odebrecht, que ficavam “chorando” a toda a hora por contratos de obras e empreitadas milionárias para em contrapartida soltarem o bolso que bancava o Partidão e dar uma mãozinha em vários outros favorzinhos pessoais, como eles declararam. Afinal, quando você foi Presidente deste país, tinha mais o que fazer do que ficar perdendo tempo com funcionariozinhos subalternos, com a “arraia-miúda” e com estatais decadentes; com certeza, não você, que foi amigo de gente do naipe do Fidel Castro e do Hugo Chavez e estavam todos ocupados em fazer história como excelsos benfeitores dos fracos e oprimidos, presidindo organizações humanitárias, vitais para o desenvolvimento e a melhoria social de seus países – e nós, brasileiros, incluídos nessa corrente do bem progressista, graças a você. Aleluia! -, como o Foro de São Paulo. Logo você, humanitarista nato e convicto, tantas vezes equiparado a Gandhi e Martin Luther King, como o fazem os seus devotos seguidores; logo você, emérito Presidente do Instituto Lula, que sempre se ufanou de que lá, naquele recinto, tenha sido desenvolvido um carrilhão de projetos de intuito social da mais alta relevância. E, apesar de tudo isso, a perseguição dessa turba não pára nunca. Acredita, Sr. Ex-Presidente que o  Instituto com o seu nome está sendo alvo da acusação de um Juiz Federal, que suspendeu por tempo indeterminado as atividades lá praticadas, com o argumento de que o local, apelidado de “Lavanderia Lula” pelos maledicentes de plantão, ostenta “veementes indícios de delitos criminais que podem ter sido iniciados ou instigados naquele local”? Tudo isso apenas porque o local carrega o seu nome. Haja ingratidão! Haja perseguição!

 

E, enquanto o senhor cuida de proteger a distinta rabeira lá por Curitiba, artilharia pesada pipoca de tudo o que é lado. Está certo que vez por outra eles cansam um pouco da fuzilaria em cima da sua pessoa e jogam bosta em meio mundo político. Jogaram lama no Serra, que todos juravam de pés juntos ser acólito do Padre Zezinho! No Aécio, embora esse nem mesmo bico de tucano se atreveria a cheirar, depois que flagraram aquele helicóptero cafajeste, lá em Minas! E no Renan, aquele alagoano porreta, que já virou arroz de festa de qualquer listinha difamadora faz tempo e nem dá mais a mínima, de tanto ser vítima da maledicência alheia, coitado! Até o FHC, que na intimidade o senhor deve chamar de sociologozinho metido a grandes coisas, entrou na roda. Por falar nele, tem neguinho “encucado” se perguntando de quem teria sido essa idéia genial de usurpar na marra a autoria e a implantação do Plano Real do Itamar e do FHC e que garantiu sua reeleição e depois a eleição da D. Dilminha. As azêmolas do Partidão todo o mundo sabe que sempre votaram contra o Plano Real e D. Marisa, por aquilo que o senhor nos deu a entender, estava mesmo era preocupada em engordar o patrimônio e garantir o “pé de meia” da prole. Então, será que a idéia foi da D. Rosemary, que era trabalhadora, classe média e tinha interesses e opinião formada sobre a matéria? Mistério mesmo.

 

Mas, deixa pra lá, que esses assuntos o senhor deve estar guardando pra outras revelações bombásticas nos muitos capítulos seguintes dos depoimentos que se avizinham. O país aguarda em suspense. O que não resta dúvida alguma agora é que, encabeçando esse interminável desfile de celebridades “tupininquins” pra partido algum botar defeito, quem na cabeça? Parece até anúncio de sabonete, senhor Ex-Presidente, mas não é não: 9 em 10 vezes quem essa “galerinha” maldita escolheu pra estrela reluzente? Quem? BINGO. Agora mesmo foram aqueles marqueteiros filhos d’uma égua que aproveitaram pra falar um monte de besteira a seu respeito e a respeito da D. Dilminha. Pois então, Iolanda2606? Quanta “fuleiragem” ardilosa esse povo não inventa. Até o Palocci, aquele “carcamano” com cara de santinho do pau oco, está prometendo tirar a lasquinha dele. Cá entre nós, Sr. Ex-Presidente, como é que o senhor, do alto de sua experiência de homem que veio do povão, acostumado a flagrar as mentiras mais deslavadas e as muitas safadezas do ser humano, não alertou D. Marisa sobre essa “cambada”? Também, quem mandou escolherem uma senhora despreparada como ela pra dirigir o Partidão? O senhor num falou praqueles “militontos” bocós que a finada patroa era só uma senhora meio ingênua e mandona que tinha mania de comprar tudo o que é “tranqueira” que via pela frente, sem falar nada pra ninguém? Acredito que o senhor deva ter falado sim, mas, como você disse que não tinha influência alguma no PT, a gente vai acabar engolindo a burrada que eles fizeram. Pois é, mas desse jeito o abacaxi rolou redondo e inteirinho pro senhor. Como os seus muitos opositores são uns tapados e não sabiam que o senhor não manda absolutamente nada, nem em casa, nem no Partidão, nem em coisíssima alguma, ficam nessa perseguição política e pessoal doida demais. Ou essa gente puxa um fumo vencido ou vai ver que todos acham que o senhor tem cara de “pato”. Logo o senhor! Tenha santa paciência.

 

Mas, não tem nada não, como dizia o “poetinha”. Mais tem Deus pra dar que o demo pra tirar. Por isso, o país inteiro está na maior corrente e tem a maior fé que o senhor irá provar que todos eles estão mirando no “pato” errado.  Ora se.

 

Quanto a outras denúncias, como, por exemplo, as que envolvem o famigerado Sítio de Atibaia e os 132 objetos classificados como jóias e obras de arte, (medalhas, moedas, comendas, adagas, entre outras peças) que o senhor ganhou de chefes de estado durante as missões diplomáticas que cumpriu em diversos países, do Chile à Ucrânia e foram retirados do Palácio do Planalto junto com os 10 “containers” de “objetos pessoais” armazenados em Barueri, com custódia orçada em mais de 01 milhão de reais, pagos pela OAS, envolvida no escândalo do Petrolão, conforme declarações da Polícia Federal, essas foram apenas acusações superficialmente abordadas nesta primeira fase dos depoimentos. Seu esclarecimento ficará para uma fase posterior. O país aguarda ansioso o bom desfecho deste “imbróglio” todo, senhor Ex-Presidente. Aliás, mais do que nunca ele precisa disso.

 

No entanto, pode estar absolutamente certo, Sr. Ex-Presidente, que, tanto os brasileiros, que sabem prezar seus ícones e seus verdadeiros heróis, quanto aquele “juizeco” da República de Curitiba”, como certa vez o Senhor se referiu ao Dr. Moro, certamente não hesitarão em fazer justiça e em endossar suas palavras inflamadas ao término do recente depoimento no Paraná: caso contrário, “seria querer muito massacrar um cidadão íntegro que não roubou um centavo, que respeitou as leis como nenhum outro, um paladino da luta contra a corrupção”, como você disse e certamente quase 200 milhões de brasileiros vão morder a língua e fazer um “mea culpa” contrito, se o senhor for declarado inocente ao término de todos esses processos. Por isso, honre essas suas palavras, porque injustiça, o Ilmo. Dr. Sergio Moro lhe garantiu que jamais acontecerá. E, no mais, relaxe Sr. Ex-Presidente: você está sob o julgamento das forças do Bem e da Justiça. Em nome disso, não irá jamais ser preso injustamente, nem muito menos em represália por ter ameaçado de tal destino o digno Magistrado e mais um monte de desafetos, caso venha a ser eleito em 2018. De forma alguma. Não pelo Dr. Moro.

 

Na verdade, quando o Senhor alegou em Tribunal estar sendo “injustiçado e vítima de perseguição política”, sem querer – ou querendo, tanto faz – colocou-se sob a alçada da Justiça. E, como o senhor certamente não desconhece, a Justiça é Cega!

 

E, como tal, ela é representada simbolicamente por uma estátua de mulher de olhos vendados, segurando numa das mãos a balança e, na outra, a espada. A venda é um símbolo de imparcialidade: significa que ela não faz distinção entre aqueles que estão sendo julgados. A balança indica equilíbrio e ponderação na hora de pesar, lado a lado, os argumentos contra e a favor dos acusados. Já a espada é um sinal de força. “A arma implica que a Justiça não pede aos que estão brigando que aceitem sua decisão. Ela tem de ser imposta, mesmo porque inevitavelmente descontentará um dos dois lados em conflito”.

 

Para completar, a balança e a espada também são instrumentos de São Miguel, o arcanjo justiceiro, que certamente jamais deixará de julgar imparcialmente e de destrinçar a verdade da mentira. E com esse daí, vai por mim senhor Ex-Presidente, ninguém brinca! Muito menos ainda quando se trata da autonomeada “Alma mais honesta do Brasil”!

 

 

 







106 telegráfica(s) encontrada(s)

[1] [2] [3] [4] [5] [6] [Próxima]


REDE SOCIAL


CURTA nossa página no Facebook    

NAVEGAÇÃO

CONTATO

 

PAULO MONTEIRO

(11) 98664-8381

(48) 9629-4000

cultseraridades@gmail.com